19 de jun de 2012

Castelo de cartas


Irineu Tolentino

O ser humano ainda é incapaz de perceber a sua conexão com o mundo.

Tudo está a lhe ensinar, inutilmente, que no Universo existe ordem, ciclos, interdependência, música, dança, pulsação e vida.

É lamentável, que um ser "racional" precise de instituições, agendas, leis, campanhas e eventos constantes para fazê-lo entender que ele não está só no mundo e que o mundo não é só dele.

Rio+20, Cúpula dos Povos, Greenpeace, WWF, Código Florestal, sustentabilidade, energias limpas, reciclagem, reuso, respeito à natureza e, por conseguinte, a si mesmo...

Pena que, enquanto ele não entende, vai poluindo e destruindo o que mais importa. Subvaloriza a Natureza e glorifica o seu fútil mundo paralelo, tumultuado, violento, sujo, confuso e dispensável.

Deixa o paraíso para viver num castelo de cartas...frágil e tosco.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário