23 de mai de 2012

Siemens investirá US$ 1 Bilhão no Brasil. Será?


Irineu Tolentino

Apesar do cenário econômico ruim, o presidente da Siemens para as Américas, Peter Solmssen, anunciou investimentos no Brasil de até US$ 1 bilhão para os próximos cinco anos:

"Atuamos no Brasil há mais de 100 anos e nunca estivemos tão confiantes no futuro do país. É por isso que estamos investindo aqui", disse em entrevista no Rio de Janeiro.

Enquanto alguns investidores temem pelo potencial "desastre econômico" da Europa, cujo cenário afugenta boa parte do capital (e isso realmente é compreensível), há quem veja no Brasil, boas oportunidades de negócios; principalmente àqueles que focam o longo prazo, já que, se o mundo não acabar agora em 2012, precisaremos consumir.


É óbvio que a Siemens não investirá US$ 1 bi nessa conjuntura atual (isso não seria inteligente mesmo). Esse dinheiro é "para os próximos cinco anos". Claro, eles esperarão assentar a poeira e estabilizar minimamente o mercado para começarem a fazer os investimentos. Isso faz todo o sentido e deve iluminar o pequeno investidor como o farol de Alexandria.

Apesar da recente queda das bolsas mundiais, incluída a Bovespa, e da existência de ativos com bons descontos e baixo risco aparente, convém analisar com cautela o melhor momento para arriscar-se na renda variável.

Não gosto de prenunciar coisas ruins (aliás, ninguém gosta), mas, os ventos que vêm do velho continente não são nada bons.

Nas minhas análises, sinto que, entre os tropeços da Europa e os pacotes de bondade do governo brasileiro, a Bovespa passará ainda por fortes ganhos seguidos de fortes perdas, podendo até buscar algo próximo dos 40.000 pontos, infelizmente.

Se só os EUA levaram a Bovespa à região dos 30.000 pontos em 2008, o que dirá toda a Europa caso os "planos" deles não funcionem...


Nenhum comentário:

Postar um comentário