13 de jun de 2013

EUA, que feio!


Assange foi duramente perseguido pelos EUA (e está sendo ainda), sob o argumento de "vazamento" de informações confidenciais do governo americano via WikiLeaks.

Porém, quem vazou informações foi funcionário dos EUA. O WikiLeaks é um órgão de imprensa. Se chegaram informações até ele, cabe ao seu conselho consultivo decidir ou não pela publicação. Isso é liberdade de imprensa. Mas, ainda assim, os EUA querem a cabeça de Assange.

Agora a situação se inverteu. Edward Snowden revela ao mundo que o governo dos EUA violou o sigilo de milhões de pessoas e de diversos governos.

Obama sequer negou a informação; ao contrário, confirmou-a justificando-se que "Não se pode ter 100% de segurança e 100% de privacidade".

E agora José? Os EUA podem bisbilhotar mas não podem ser bisbilhotados? A privacidade dos outros pode ser violada, a dos EUA não?

Nenhum comentário:

Postar um comentário